Sobre medos e desespero

Agradecimento especial as amigas e modelos mais corajosas e empolgadas: Juliana, Marcela e Camila! Que viraram a noite fotografando, interpretando, se enfiando no meio do mato, invadindo propriedade privada, deitando em trilhos de trem… e por aí a fora! 🙂

1 DSC_5048 2

2 DSC_5051 2

3 DSC_5062 2

4 DSC_5069 2

5 DSC_5125 2

6 DSC_5168  2

7 DSC_5171 2

8 DSC_5095 2

9 DSC_5089 2

10 DSC_5081 2

11 DSC_5086  2

12 DSC_5103 2

13 DSC_5112 2

14 DSC_5118 2

15 DSC_5100 2

16 DSC_5101 2

Pancho, o gatinho… e sua turma!

Pancho e Amarula

Pancho e Amarula

 

 

Pancho

Pancho

 

 

Pancho

Pancho

 

 

Pancho

Pancho

 

 

Pancho? Rudolph? ;-)

Pancho? Rudolph? 😉

 

 

Pancho

Pancho

 

 

Dori

Dori

 

 

Pancho

Pancho

 

 

Amarula, Pancho e Dori

Amarula, Pancho e Dori

 

 

Pancho e Primavera

Pancho e Primavera

 

 

Pancho e Primavera

Pancho e Primavera

 

 

Pancho e Primavera

Pancho e Primavera

 

 

Amarula

Amarula

 

 

Amarula

Amarula

 

 

Pancho

Pancho

O dia do Kart…

O dia que o pessoal resolveu andar de Kart foi um feriado friozinho e…. chuvoso!!!

Obviamente meu primeiro pensamento foi: – Sério?! Mas depois a idéia de fotografar a corrida me animou geral. Os corredores não se sujaram pouco, teve carro que quebrou no meio da corrida e ainda dois lindos arco-íris resolveram enfeitar o céu por alguns minutos… o resultado de tudo isso – e quem ganhou a corrida,calro! 😀 – vocês vêem nas fotos abaixo!

Ah e o tríptico super estourado (fotos “brancas”) foi minha obra prima da vez… particularmente, estou apaixonada por essas três imagens!

O Tríptico

Obs: para ver as fotos ampliadas, basta clicar sobre elas.

Blind Guardian Brasil

Fã de verdade tem os álbuns originais, DVDs, autógrafos, fotos com “os caras”… e até camiseta!!!  😀

Visite www.blindguardianbrasil.com.br e compre a sua também!

 

 

Camiseta do Blind Guaridan Brasil – Frente

 

 

Camiseta do Blind Guaridan Brasil – Costas

Dupla exposição!

Dupla exposição é tirar duas fotos no mesmo quadro ou, uma por cima da outra, por assim dizer. Mas o mais importante a dizer é que “experimentar” muitas fotos com esse recurso é para lá de divertido e os resultados sempre são, no mínimo, interessantes!

Pouquíssimos modelos de câmeras digitais dispõe desse recurso que pode ser feito via photoshop, no entanto… mas daí, qual é a graça né? Já se estiver disposto a “encarar” uma câmera analógica, existem muitos modelos baratinhos (como a minha La Sardina, por exemplo) com o recurso disponível e simples de usar! É pura diversão…

 

Um Flash bem usado…

Fotografia analógica, para variar!


E não se esqueçam: Vai fazer um retrato? Ligue o Flash! 😉

 

Vôo de Balão!

Tudo começou na madrugada que tinha o toque especial de ser aquela com a maior lua cheia do ano! Para ajudar nem fez frio como estava fazendo nesses últimos dias. Nada de névoa e nada de vento. Em outras palavras, foi a manhã perfeita para um vôo de balão.

A diversão já começa na montagem do equipamento. Além de não desgrudarmos os olhos da equipe que trabalhava, ainda entramos dentro do gigante colorido enquanto ele estava sendo inflado! Parecia bem menor quando eu via aqui do chão… 🙂

A decolagem é tão suave que mal se sente. De repente você olha para baixo e vê que está subindo… e subindo… e subindo! A vista é linda e o passeio, indescritível. No final, depois da aterrissarmos em uma chácara do outro lado da cidade: café da manhã e brinde com espumante. O brinde, nos explicou o piloto, é uma tradição histórica que eles fazem questão de preservar!

Parabéns a empresa Air Company, reponsável pelo passeio, e a Taiana e aos outros organizadores que trouxeram a empresa, de Campo largo, aqui para PG! Foi perfeito!

 

Maior Lua Cheia do Ano!

E começa a tomar forma…

E esquenta…

Olha só o tamanho!

O Sol nascendo em Ponta Grossa…

Subindo… atravessamos as nuvens!

E o Sol foi um show a parte!

Não resisti e coloquei duas fotos porque esse momento foi espetacular!

Voltando para baixo das nunvens. Outro momento incrível foi o sol iluminando a cidade por frestas nas nuvens. No centro da foto a torre da Catedral de PG!

Se afastando da cidade…

Pousamos em um chácara… fiquei amiga desse cavalo depois! 😀

 

Blind Guardian!

The Bard's Night - Curitiba - 25 de abril de 2012

 

Eu tremia, errei foco, cortei gente… foi um fiasco! As fotos que sairam são meramente apresentáveis, nada mais que isso. Devo desculpas ao pessoal que fotografei nesse dia memorável! E sei que eles irão me perdoar, afinal de contas, veja minha situação: eu estava fotografando meus amigos com os músicos do Blind Guaridan!

Quanto a já citada banda alemã de Power Metal, dispenso os comentários. Se você, caro passante, ainda não conhece, então também não conhece o que é música. Experimente! 😉

Já quanto ao Show realizado por eles nessa quarta-feira em Curitiba tenho apenas um comentário: espetacular. Só quem estava lá pode entender. E a bandeira do Blind Guardian Brasil estava lá no palco graças ao fã mais “cara-de-pau” de todos os tempos, Mr. Virgílio Mirkoski! Que, além da bandeira, ainda presenteou cada um dos membros da banda, em nome do Blind Guaridan Brasil, com uma das concorridíssimas Das Bard. Nossos, agradecimentos, Vir!

 

 

Blind Guardian: Brazil loves you!

 

 

Outra pessoa que merece um obrigada para lá de especial é a Frances, que me ajudou a “contrabandear” minha DSLR (minha câmera grandona!) na sua super mochila, mais útil e incrível que o próprio cinto de utilidades do Batman! 😀 Graças a ela, não tive de passar outro show fotografando com uma compacta! Valeu Frances!

 

 

 

 

E agora, o momento mais esperado: as fotos com Andre, Marcus e Hansi!

Para baixar as fotos, pessoal, cliquem sobre elas. Assim que abrir a versão ampliada (esperam carregar completamente), cliquem com o botão direito sobre a imagem e cliquem em “Salvar Como”.

Hansi com a cerveja "Das Bard" do Vir na mão!

 

Sobre cartas e caras… as fotos do pôquer!

Pronto meninos, roubem as fotos a vontade…  😀  Só não esqueçam de citar a autora, ok!  😉

PS: basta clicar nas fotos para vê-las ampliadas.

PS2: não custa lembrar que o dinheiro é meramente ilustrativo, pois no Brasil, embora os torneios não sejam ilegais, os “cash games” são!

Nham-nham…

Nas aulas de Gastronomia da Escola Portfólio a gente aprende…

 

… a deixar a foto com cherinho de café!

… e a passar fome também!

 

Dica: para ver as fotos ampliadas, basta clicar!

 

Turma e o Professor Nilo ao fundo... saudades de vocês!

Sobre ruas e luas… a noite em Ponta Grossa!

Dica: para ver as fotos ampliadas, basta clicar sobre elas.

Sobre cartas e caras… Pôquer!

E foi esperado esse post, heim!

Os “modelos” não podiam me ver: – E aí, quando vamos ver as fotos? E não era só pessoalmente não, era por facebook, recado, sms, só não teve sinal de fumaça… eu acho! (Meninos, se eu não vi os sinais de fumaça, me desculpem tá! 😀 )

E aguardem mais um pouquinho ainda, porque vai sair um post específico só com fotos mesmos: uma seleção das melhores… tratadinhas e tudo! Assim vocês podem “roubar” daqui antes de eu mandar por e-mail para vocês tá! 😉

Espero que gostem!

Ponta Grossa a noite… para começar!

Como nos outros trabalhos: só uma! Para aumentar a vontade e a espectativa!  😉

 

Ponta Grossa a noite!

 

 

Dica: clique na foto para vê-la ampliada.

Dica 2: Vem mais fotos de Ponta Grossa a noite por ai…

 

 

Poker’s night…

Eles jogam todas as noites de terça e nós meninAs, não somos permitidas por lá! haha 😉

A excessão foi terça passada quando obtive permissão, exclusivérrima, para fotografá-los. Mas não se engane, caro passante, não são os meninOs que liberam a entrada não! Para conseguir entrar, tem de obter autorização da minha bela amiga Célia Dresch (quem acompanha a FotoLândia conhece ela!), que não facilita nem um pouco!

As fotos são para um dos trabalhos finais do curso e renderão um Documentário Fotográfico sobre o jogo e seus jogadores. Esses últimos, salvo algumas excessões, nem estão lá pelo jogo em si, mas principalmente pela diversão com os amigos… mas eles levam a sério. Afinal, quem quer perder, não é mesmo?


Magos do Poker...

 

Dica: mais fotos vem aí…

 

Letícia, as fotos! Post 1 de 3…

Mais fotos feitas na aula de Direção… sorte a minha pegar uma parceira tão bonita e fotogênica, porque assim ficou fácil tirar fotos lindas né!

 

Letícia!

 

 

Letícia!

 

 

Letícia!

 

Dica: clique nas fotos para vê-las ampliadas.

Dica 2: tem mais dois posts com fotos da Lê vindo por aí ainda, não percam!

Um salto para a liberdade…

Passantes da FotoLândia! Não, eu não perdi nada importante que tenha necessitado a ajuda de São Longuinho recentemente ( 😉 ), no entanto, tirei três fotos “saltitantes” que acho que vocês vão gostar de ver!

Para começar, Anielly e seu salto para a liberdade…

 

O salto da Ani!

 

Dica: Clique na foto para vê-la ampliada!

Dica 2: Não percam os próximos pulos aqui na FotoLândia…

 

 

Sobre a Ana… Sobre a Paula: as fotos!

Finalmente pessoal!

Desde que eu escrevi o texto “Sobre a Ana… Sobra a Paula!” – curiosamente um dos textos mais “badalados” do blog ! –  que eu tinha vontade de colocar umas fotos para ilustrar o texto. Cheguei até a colocar alguma coisa uma vez mas, aquelas ainda não eram “AS” fotos, se é que me entendem… no final, preferi deixar sem nada.

Um dia, então, na matéria de Fotografia Autoral do curso que faço na Escola Portfólio, a Profe Gabi (chequem só o blog dela: http://gabrielaleirias.wordpress.com/) nos desafiou com um trabalho de autoretrato. E quando eu digo “desafiou”, não estou exagerando, porque para mim foi realmente um desafio.

Indecisa como sou, não conseguia chegar a um idéia: como fotografar a Ana e a Paula? Pensei e pensei, mas no final o resultado veio quase que naturalmente! Acabei fazendo três sessões com fotos completamente diferentes para conseguir as fotos que eu queria: a visão da Ana, a visão da Paula e a visão da Ana Paula! É… vocês vão entender melhor quando assistirem o vídeo com o resultado do trabalho!

Ah, mas antes disso, queria deixar aqui meu agradecimento mais que especial aos meus ajudantes: Célia e Ariela (as super amigas), Bita e Bitão (meus “veínhos”) e Vei e Amarula (minha “matilha”)! As fotos em que vocês verão duas de mim mesma não são montagens. Essas fotos foram feitas usando uma técnica bem trabalhosa e demorada e, para cada umas delas eram necessárias duas pessoas trabalhando, no mínimo, além de mim mesma. Esse trabalho não teria saído sem a ajuda e paciência desses ajudantes! 😀

Para finalizar, fica um “tira gosto” aqui na nesse post, mas o vídeo com o trabalho completo e a perfeitíssima trilha sonora do Blind Guardian vocês checam na página “Sobre a Ana… Sobra a Paula!”, afinal, tinha de ser lá, não é mesmo!

 

 

Sobre a Ana... Sobre a Paula - Por Paula

 

 

Sobre a Ana... Sobre a Paula - Por Ana

 

 

Sobre a Ana... Sobre a Paula - Por Ana Paula

 

 

Vila Velha, finalmente!

Máquina fotográfica só, não! Ainda levei a tiracolo: marido, pai e mãe! 😀  Afinal, morando há praticamente cinco anos em Ponta Grossa (Paraná) era uma vergonha que eu ainda não tivesse ido conhecer o Parque Estadual Vila Velha!

Devia ter ido mais cedo…

 

Vila Velha

 

 

Vila Velha

 

 

Vila Velha

 

 

Vila Velha

 

 

Vila Velha

 

 

Dica:  quem quiser visitar o Parque, que fica a 15 minutos de carro de Ponta Grossa e, de Curitiba a 1hora e meia, pode ver mais informações clicando aqui!

Dica 2: como sempre, clique nas fotos para vê-las ampliadas.

 

 

Os carrinhos e a profundidade de campo…

É, as fotos aqui da FotoLândia sempre pendem para esse lado lúdico, fantasioso e até sobrenatural algumas vezes né! E hoje vou aproveitar duas fotos bem lúdicas, que fiz para a banca de final de semestre do curso, para contar para os passantes sobre um efeito que se chama Profundidade de Campo.

Olhem as duas fotos abaixo, com enquadramentos quase idênticos, mas uma diferença crucial! Na primeira foto, tudo é nítido e na segunda, apenas o primeiro carrinho, amarelo, é totalmente nítido. O segundo, azul, começa a peder a foco, enquanto o terceiro, verdinho, é quase um borrãozinho!!!

Como fazer isso em casa? Três fatores influenciam a profundidade de campo em uma foto: distância focal, abertura do diafragma e distância. Não vou explicar os três conceitos mais profundamente aqui, pois são muito técnicos e, acredito eu, mataria os passantes de tédio. Então vamos direto para a prática!

Com uma máquina compacta, como a que você tem em casa, caro leitor, você não poderá controlar a abertura do difragma, que seria o elemento mais importante! Mas você ainda controla a distância focal (grosseiramente: seu zoom*) e a distância entre você e o objeto fotografado.

Quando quiser que as fotos tenham o efeito borrado da segunda foto dos carrinhos, você não deve usar o zoom de maneira alguma e deve se aproximar o máximo possível do objeto da foto. Não esqueça o mais importante: faça o foco corretamente pois é sua forma de explicar para a máquina qual a parte da foto que você quer nítida. Todas as máquinas digitais funcionam da mesma maneira: você aperta o botão do disparador até a metade, mirando no objeto e, geralmente, a máqina faz um “bipe” ou aparece algo verdinho (o que significa que ela conseguiu focar) daí sim você termina de apertar o disparador. Isso é básico e imprescindível para qualquer tipo de foto, tá!

Exemplo prático: eu mirei no carrinho amarelo, apertei o botão até a metade, tirei o carrinho do centro da foto sem soltar o botão (veja que ele não está centralizado, mas está perfeitamente em foco) e aí sim, terminei de apertar, ou seja, “disparei” a foto para valer.

Fácil, não? Quem tentar em casa e conseguir, manda a foto aqui para FotoLândia! 🙂

Carrinhos - Alta Profundidade de Campo

 

 

Carrinhos - Baixa Profundidade de Campo

 

 

* usem sempre e somente o zoom óptico tá pessoal, zoom digital desativem que só estraga as fotos!

Dica: clique nas fotos para vê-las ampliadas.

Dica 2: aprenda a focar antes de fotografar, leia o manual da sua câmera. 😀